Servas dedicadas ao serviço

De seu SENHOR

 

“Joana, mulher de Cuza, procurador de Herodes, Susana, e muitas outras que os serviam com os seus bens (Lc.8:3). Joana, uma mulher da alta sociedade, assim como Susana, possuidoras de bens materiais, mas que, andando com Jesus aprenderam o que seu Mestre ensinou, e se tornaram servas.

As pessoas que possuem uma posição privilegiada na sociedade, geralmente, são assoladas pela ambição, pela tentação de mais glória e poder. Como todo ser humano é sujeito às mesmas paixões e carece da regeneração, com essas mulheres (citadas no versículo) não deve ter sido diferente. Porém, elas encontraram-se com o Mestre Jesus, nasceram de novo e aprenderam a abrir mão, submetendo seus desejos à vontade de Deus. Porque onde estiver o teu tesouro, aí estará também o teu coração (Mt.6:21). Onde está posto nosso coração? Estamos servindo ao Senhor como, quando e onde Ele quer, obedecendo à Sua vontade? Ou estamos “servindo” do nosso jeito, no dia que queremos e quando “sobra” um tempo?

Servas de Deus, Ele quer nos usar!

Estamos vivendo os últimos dias, as últimas oportunidades de trabalharmos na Grande Seara; seja usando os bens materiais, as aptidões naturais e/ou espirituais, como intercessoras... Enfim, conforme ordenar nosso Senhor!

 

Irª. Bete

Ramá – Petrópolis

240819-uTbUsOQtPDd4H.jpg