Pastores evangelizam na selva em meio às guerrilhas - Colômbia

 

    Andrés*, pastoreia uma igreja em Nuevos Montes*, lá a igreja permanece como um símbolo de resistência pacífica diante da violência, intimidação e morte – e isso há 15 anos. Quando se converteu,

seu pai também fez a decisão de deixar para trás a vida de produtores de cocaína que tinham. “Cristo foi a melhor coisa que aconteceu para nossa família, mas também foi o caminho para a perseguição”, relata.

    O pai de Andrés, pastor Domingo* começou pastorear em uma época de grande perseguição para as igrejas do sudeste do país. Quatorze igrejas tinham sido fechadas, dois pastores mortos e muitos deslocados como resultado das restrições ao evangelho impostas pelos grupos guerrilheiros.

    Andrés cresceu nesse contexto de violência, mas com uma forte fé, aprendendo a resistir nos tempos de dificuldades. Assim, Andrés se tornou um evangelista e missionário, enquanto seu pai cuidava da comunidade cristã. Mas recentemente o pastor Domingo faleceu, deixando a igreja de Nuevos Montes, com cerca de 100 membros, aos cuidados do filho. Hoje Andrés e Pablo* dividem o ministério na igreja e também de adentrar na selva carregando a palavra de Deus, distribuindo literatura cristã e fortalecendo irmãos e irmãs perseguidos.

    Ore por esses pastores e seus ministérios. Que eles continuem sendo valentes e ousados em servir a Deus.

*Nomes alterados por segurança.

Fonte:portasabertas.org.br

pastor-colombia-b.jpg
240819-uTbUsOQtPDd4H.jpg