Estudo Bíblico 

Priorizar --- Predispor

 PARTE I

     Essas duas palavras trazem como princípio, aquilo que deveria ser uma prática na vida cristã. A vida cristã genuína (tudo que somos e fazemos) deve ter como base essas esses aspectos: Priorizar e Predispor.

 

Definição:

Priorizar: Tornar Primeiro

Predispor: Dispor Antecipadamente

 

           Priorizar: Tornar Primeiro. Quando Jesus fez o convite para segui-lo (Luc. 9:23), Ele definiu como necessidade a valorização (priorização) do Reino de Deus, negando o “EU” (a si mesmo se negue) e colocando o Reino de Deus em primeiro lugar. Para seguir a Jesus, ser seu discípulo, necessariamente os valores tem que mudar; do contrário, não se conseguirá segui-lo, ou se fará por pouco tempo e sem agradá-lo.                                                  

          Jesus em Lucas 9:57 esclarece na prática o que é o “Tornar Primeiro” que estamos falando. Alguém disse a Jesus:

 “Mestre, seguir-te-ei para onde quer que fores”.

          A maioria dos líderes faria grandes promessas diante de tal declaração: Tá ligado! É só vitória! Tá determinado! Tá profetizado etc. Jesus é realista. Ele não dizia o que o povo queria ouvir; não usava palavras lisonjeiras para agradar aos homens.

 Jesus desejava que o seguissem; deseja dar-lhes a vida eterna, mas profetizava a verdade. Ele revelou aquele homem que não seria fácil, nem cômodo, mas seria um caminho de sacrifício; e para se sacrificar é necessário priorizar, predispor. Jesus respondeu:“as raposas tem os seus covis, e as aves do céu, os seus ninhos; mas o filho do homem não tem onde reclinar a cabeça”.

         Com essa resposta, Jesus gerou um conflito naquele homem: Como um Rei não teria onde reclinar a cabeça?

Se o Rei não tem onde reclinar a cabeça e seus súditos? Sofrer para obedecer? Servir a Deus não é sinal só de coisas boas aqui na terra? Que religião é essa que exige sacrifício?

           Jesus precisava ajudar aquele homem tão perdido com as concepções religiosas de seu tempo. Jesus foi muito “duro” em sua resposta, mas com certeza o fez por amor. Jesus não queria desanimá-lo, pelo contrário, queria prepará-lo para conseguir chegar ao fim do caminho e receber a recompensa. Aqui às vezes o caminho é longo, e a nossa recompensa não é aqui na terra. Aqui somos “forasteiros e peregrinos” 1Ped. 2:11.

          No livro de Ageu capítulo 1, Deus exorta o povo, pois eles cuidavam muito bem de suas casas e a “casa” de Deus estava abandonada. Não é tempo de cuidarmos de nossas casas e ter “onde reclinar a cabeça”, enquanto a casa se Deus (obra de Deus) está por fazer. Nosso lar não é aqui; não chegamos ao fim do caminho; e só chega ao fim do caminho aquele que aprende que, independente das situações, ou seja, “ter ou não onde reclinar a cabeça”, é necessário priorizar o Reino De Deus. Jesus disse ao segundo homem: Segue-me! Mas ele estava preso a vínculos familiares:“Deixa primeiro sepultar meu pai”.

           O mesmo Deus que constituiu (e ama) a família é o mesmo Deus que nos ordena priorizar o Reino de Deus. O Reino de Deus está acima de vínculos familiares; até porque se não priorizarmos a Deus e seu Reino, não teremos a benção na família. Devemos cuidar (e bem) da família, mas o Reino de Deus deve ser o primeiro. No céu não haverá esses vínculos familiares, seremos um só povo uma só família.O último queria um tempo a mais:“Deixa-me primeiro despedir-me dos de casa”.

          Jesus ensinou que, quem prioriza o Reino de Deus, mas em algum momento volta atrás não está apto para o Reino de Deus. Os novos valores têm que ser “calibrados” constantemente, do contrário, os antigos valores podem querer voltar. 

     

           Priorizar: Tornar primeiro.

 

           Para priorizamos o Reino de Deus, temos que entender o que é prioridade para Deus. Prioridade não é o que eu acho que é prioridade, ou o que aprendi com a tradição familiar, religiosa, ou com a sociedade. As minhas prioridades não são as prioridades de Deus. Se eu quiser andar de acordo com aquilo que acho que é prioridade vou sempre ter uma justificativa (Prov. 16:2); mas não agradarei a Deus.                         

           Para inicio de conversa, temos que entender que o Reino de Deus (agora), não é desse mundo. O príncipe desse mundo, o deus desse século é satanás. Esse mundo está sendo preparado para o anticristo, não fazemos parte dele, muito menos nos submetemos ao seu rei.

           Nosso Reino não é um Reino visível. Estamos acostumados a valorizar o que é aparente e imediato. Todavia, nosso Reino (agora) não é aparente. Estamos no mundo, mas não somos desse mundo. Por isso as exortações abaixo:“Não atentando nós nas coisas que se vêem, mas nas que não se vêem; porque as que se vêem são temporais, e as que não se vêem são eternas” 2Cor. 4:18; “Ora, se ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas lá do alto, onde Cristo vive; pensai nas coisas lá do alto” Col. 3:1;

          “Porque morrestes e a vossa vida está oculta em Cristo com Deus, quando Cristo, que é a vossa vida se manifestar, então vós também vos manifestareis com Ele em glória” Col. 3:3;

 “Se a nossa esperança em Cristo se limita apenas a essa vida, somos os mais infelizes de todos os homens” 1Cor. 15;19.

           Nosso Reino (agora) não é aqui; mas temos um Reino: o Reino de Deus; temos um Rei: Jesus Cristo.

           Temos que valorizar esse Reino. Esse reino deve ser como um tesouro para nós: “O reino de Deus é semelhante a um tesouro escondido no campo, o qual certo homem tendo encontrado o escondeu; e transbordante de alegria, vai vende tudo que tem e o compra”;

 “ O Reino de Deus também é semelhante a um homem que procura e negocia boas pérolas, e tendo achado uma pérola de grande valor, vai vende tudo que tem e a compra” Mat. 13:44.

          Qual é o seu Reino? Quem é o seu Rei? Qual o Rei que você se submete? Em qual Reino você tem investido?

          Outro aspecto relevante, é que essa valorização e esse: “priorizar”, deve ser uma atitude individual. Podemos ajudar e estimular os discípulos a compreenderem essas verdades, mas cada um deverá ter essa compreensão particular e “por amor” priorizar. Se não houver essa revelação, não haverá amor; e sem amor é religião humana e sem valor diante de Deus.

 

Pr. Luis Henrique

PARTE: II

PRIORIZAR / PREDISPOR

 

Dois aspectos a se priorizar: 

   

  • Amar a Deus;  

  • Pecado.

 

1) Amar a Deus 

    Josué 22:5, diz: “tende cuidado em guardar os mandamentos do Senhor: Que ameis o Senhor vosso Deus...”, para guardar os mandamentos tem que amar. Na dispensação da graça (que vivemos) o cumprimento dos mandamentos é o amor. Toda nossa vida cristã e as nossas obras (nosso trabalho no Reino de Deus) devem proceder de um amor intenso por Deus. Do contrário, podemos: “dar nossos bens aos pobres, entregar nosso corpo para ser queimado...” (1Cor.13:3) que de nada se aproveitará. Se uma obra procede de Deus, procede do amor, pois Deus é amor (1Jo.4:8). 

    Ninguém consegue priorizar Deus e o Seu Reino sem amor. Toda tentativa de priorizar a Deus sem amor será frustrada. Sem amor, pode-se até priorizar por algum tempo, mas a motivação será interesseira, ou por uma busca de reconhecimento humano, ou por interesse financeiro; quando esses anseios não forem satisfeitos, o “priorizar” será abandonado.

    Quando se prioriza por amor, nos sentimos sempre devedores (o amor jamais acaba). Quem ama, quer sempre amar mais; quem ama, quer sempre se doar um pouco mais. Sem amor, são atos religiosos, sem valor diante de Deus. 

    O povo de Israel passou por esse engano. Em Isaías 29:13 diz: “esse povo se aproxima de mim, com a sua boca e seus lábios me honra, mas o seu coração está longe de mim; e o seu temor para comigo consiste apenas em mandamentos de homens que maquinalmente aprendeu”, o povo se aproximava de Deus (provavelmente só nos templos), cantava, dançava, mas o coração estava longe de Deus. O temor era: mandamentos de homens, religião. O temor a Deus é muito mais que mandamentos; Jesus disse: “se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no reino dos céus” (Mt.5:20). Os fariseus aprenderam a cumprir mandamentos, mas não aprenderam a amar. O amor nos leva a dar a Deus O PRIMEIRO LUGAR EM TUDO E DIANTE DE TODOS. O verdadeiro amor nos faz priorizar Deus.

 

2) Pecado 

    O pecado é outro aspecto a ser priorizado.  O pecado é o que nos separa de Deus. “Eis que a mão do Senhor não está encolhida para que não possa salvar, nem surdo seu ouvido para que não possa ouvir; mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus, e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça” (Is.59:1,2).Por isto, em pecado, não conseguiremos dar prioridade a Deus. Todavia, Jesus fez provisão

(remissão) para o nosso pecado. Entregou se por nós na cruz do Calvário para pagar pelas nossas iniquidades; “tendo cancelado o escrito de dívida que era contra nós, encravando-o na cruz” (Cl.2:14). Entretanto, é necessário ter uma atitude correta diante de tal provisão:

 

  1. - Arrependimento e confissão dos pecados - 1Jo.1:9 - “se confessarmos os nossos pecados ele é fiel e justo para nos perdoar o pecado e nos purificar de toda impureza”. O perdão é condicional: “Se confessarmos”. Se não há confissão, não há perdão; sem perdão não se prospera na vida espiritual e muito menos se consegue priorizar;

 

  1. - Comunhão com os santos – 1Jo.1:7 - na comunhão (vida em comum, vida conhecida dos irmãos) o pecado é revelado, quer pela convivência, quer pela luz da Palavra ou por revelações de Deus. Sem comunhão com a Igreja (Corpo de Cristo) não conseguiremos (sozinhos) identificar 

claramente todos os nossos pecados. O ser humano sempre justifica o seu mau caminho (Pv.16:2). Temos a tendência em justiçar nossas atitudes, sempre arrumar uma desculpa para nossos erros. Todavia, quando confrontados com a verdade temos a oportunidade de arrependimento, confissão e perdão. Uma pessoa que apenas assiste reuniões terá muita dificuldade em tratar seus pecados, pois não identificará seus erros. Na comunhão dos santos, Deus se revela e se manifesta. A luz de Deus não permite que nada fique escondido, pelo contrário, tudo está patente aos olhos de Deus e pela Sua luz revelado, para que haja arrependimento, confissão e perdão. 

 

Pr. Luis Henrique S. F. Carius

Ramá – Petrópolis

      ESTUDO BÍBLICO

     PARTE: III

    PRIORIZAR / PREDISPOR

 

Dois aspectos a NÃO se priorizar: 

   

  • Templo;

  • Religião.

 

 1. TEMPLO

     Entretanto, não habita o Altíssimo em templos feitos por mãos humanas” (Atos 7:48); “Não confieis em palavras falsas dizendo: templo do Senhor! Templo do Senhor! Templo do Senhor é este! (Jr.7:4). Deus não habita em templos feitos por mãos humanas, Deus habita dentro de nós. Hoje, nós somos o templo do Senhor. A Igreja leva Deus por onde caminha; por isso a ordem de Jesus: IDE! E não, VINDE para os templos. Não são mais as pessoas que devem vir ao templo, o templo (nós – a Igreja) é que vai às pessoas, levando Deus até os confins da terra.

  A religião institucionalizada insiste em grandes templos, insiste em multidões aglomeradas assistindo reuniões e dando glória “aos grandes da religião”, deixando de cumprir sua missão de SER IGREJA, cumprir o IDE e testemunhar. O templo traz uma série de malefícios para a Igreja, quando é prioridade. O templo até pode ser um lugar para receber os necessitados, para comunhão, para trabalhos sociais, etc, mas nunca prioridade à vida espiritual. A vida cristã genuína não é ir à Igreja, É SER IGREJA.

 

 2. RELIGIÃO

     Quando se compreende a etimologia da palavra religião, que vem do latim “religare”, a religião é sim prioridade, pois fala da religação do homem a Deus. É obvio que isso não é consenso entre os estudiosos. Todavia, nosso objetivo não é discutir etimologia de palavras. Se a palavra “religião” tem conotação de restauração da comunhão do homem com Deus é válida. Entretanto, não é essa a conotação que a palavra religião recebe em nossos dias. A conotação (sentido – associação subjetiva) de nossos dias da palavra religião é de que quem é religioso e pratica atos religiosos isolados. Tendo em vista este sentido não é prioridade. Deus exige uma total rendição de seus seguidores: “Amarás, pois, o Senhor teu Deus de TODO o teu coração, de TODA Tua alma, com TODO o teu entendimento” (Dt.6:5). A prática da “religião” em nossos dias, tem dia e hora marcados. Bem como, é de acordo com a vontade do praticante. Davi (1Cro.13) tentou servir a Deus da maneira que achava melhor, de acordo com “a sua religião”, Deus não aceitou.  Mais à frente, em (1Cro. 15:13) ele descreve o porquê Deus não aceitou aquele ato: “o Senhor nosso Deus irrompeu contra nós, porque não o buscamos COMO NOS FORA

ORDENADO”. Não é quando ou como queremos, não é de acordo com a religião; é de acordo com a vontade de Deus, que é conhecida através de uma vida íntima com Deus, através da oração e meditação nas Escrituras. NÃO PRIORIZE O TEMPLO OU A RELIGIÃO. PRIORIZE AMAR A DEUS E TRATAR O SEU PECADO.     

    

Pr. Luís Henrique S. F. Carius

Ramá – Petrópolis

PARTE: IV (final)

    Nas edições anteriores, falamos sobre a necessidade de PRIORIZAR Deus e o Seu Reino. Definimos o que é priorizar: tornar primeiro. O que priorizar: Amar a Deus e tratar o pecado. O que NÃO priorizar: a religião (atos religiosos) e o templo.

    Todavia, para priorizar é necessário: PREDISPOR, que significa: dispor antecipadamente.

    No Exército Brasileiro eu aprendi o que era priorizar e a necessidade de predispor o coração para priorizar. Quando entrei para o Exército era um jovem muito indisciplinado, e sem compromisso com horário e com as minhas tarefas. Sofri durante trinta dias de internato para que aprendesse a priorizar o que realmente deveria ser priorizado no Exército. Por temor de punição eu respeitava e obedecia as ordens. Estava priorizando o que deveria ser priorizado, mas dentro de mim havia uma grande guerra por não ter a “mente renovada”. Não tinha aprendido a predispor a mente, para, na prática, priorizar. Vou tentar exemplificar: quando você vai ao centro da sua cidade, não precisa se preparar muito, pois, provavelmente, vai levar pouco tempo para lá chegar. Todavia, quando vai fazer uma longa viagem, a sua maneira de pensar muda. Se você demora para chegar ao centro de sua cidade, pode, com facilidade, se irritar; pois não contava com aquela demora. Entretanto, numa longa viagem, você já está preparado para a demora em chegar ao seu destino. Quando você sabe que a porta é estreita e o caminho é apertado, a sua maneira de ver as coisas mudam, e você se prepara para suportar as dificuldades. Predispor é mudar a maneira de pensar, mudar a escala de valores com respeito às pessoas e coisas.

    Jesus era mestre em ensinar as pessoas a predisporem o coração para segui-Lo. Ele trazia uma renovação de entendimento e uma mudança de valores. Para ser salvo, é necessário priorizar, e para priorizar é necessário predispor, e para predispor é necessário mudar os valores. Assim, o Reino de Deus se torna o primeiro (tem a primazia) em nossas vidas, e a nossa vida, secundária. Quando entendo estas coisas e me proponho a praticá-las: servir a Deus, e até sofrer pelo Seu Reino, será isso um privilégio para mim. Todavia, se não predispor o meu coração, tudo será difícil, o culto vai estar demorando muito, a programação será muito longe, ler a Bíblia  será desanimador, orar será um peso, e etc.

    Eu me converti no Exército e não tinha tempo para estar com um líder e em comunhão com os irmãos. A escala era 24x24 horas, e quando saía ainda tinha que ficar no expediente normal até às 18h; dormia, e, no dia seguinte, serviço novamente. Aprendi com a Palavra de Deus que deveria testemunhar, orar e ler a Bíblia, por isso não poderia perder tempo. Eu orava uma hora por dia, e propus ler a Bíblia três vezes por ano. Qualquer folga que tinha ia ter comunhão com os irmãos. O meu sonho era ter um líder e viver em comunhão com os irmãos. Quando saí do Exército estava muito empolgado em ter um líder e estar em comunhão com meus irmãos. Entretanto, tive uma grande surpresa quando fui para uma “igreja”. A maioria não priorizava Deus, a maioria não tinha o Reino de Deus em primeiro lugar; iam aos cultos quando queriam e quando estavam bem.

    Eu havia aprendido no Exército que o País tinha prioridade, e que eu deveria estar predisposto a dar a vida pelo meu País. Aprendi também: a respeitar autoridades, ter compromisso com minhas tarefas e responsabilidades, independentemente da situação. E ser um, com os outros soldados, pois disto dependia a nossa vida e a segurança do País. Aprendi no Exército a ser mais fiel ao País, do que aprendi na igreja a ser fiel a Deus. O soldado no Exército tinha mais zelo pela Pátria, do que o crente pelo Reino de Deus. No Exército, as programações transcorriam normalmente. Na igreja, as programações realizadas eram uma luta para os líderes, pois o povo colocava dificuldade em tudo; o povo não tinha aprendido a priorizar a Deus, nem a predispor o coração a servi-Lo. A princípio, fiquei muito decepcionado e me esfriei espiritualmente. Mas Deus é fiel e tem sempre um remanescente. Encontrei irmãos que priorizavam Deus e tinham o coração predisposto a servir ao Reino de Deus. Logo, me aproximei desses irmãos. Continuo amando o meu País, mas hoje tenho uma pátria que amo ainda mais: a pátria superior (Hb.11:16); continuo respeitando autoridades, mas agora, tenho uma autoridade maior: meu Senhor Jesus. Transforme-se pela renovação do seu entendimento e aprenda a priorizar Deus e Seu Reino; bem como, a predispor o coração a servir no Reino de Deus. Se alguma pessoa ou coisa, recebe de você: amor, investimento, tempo ou admiração mais que o Senhor Jesus, você ainda não aprendeu a predispor e priorizar. Essa pessoa ou coisa é um ídolo e você não está adorando verdadeiramente a Deus. Não se pode adorar a Deus e aos ídolos. Deus exige adoração única, acima de tudo e de todas as pessoas.

 

 

Pr. Luís Henrique S. F. Carius Ramá – Petrópolis

COMUNIDADE RAMÁ SANTA CRUZ DA SERRA

RUA PERNAMBUCO – ALAMEDA 3

PR. CARLOS HENRIQUE (21) 970433528

COMUNIDADE RAMÁ NOVA FRIBURGO

ESTRADA MURY LUMIAR KM 18,5

PR. PAULO SILAS (22) 98824 – 2291

COMUNIDADE RAMÁ PETRÓPOLIS

ESTRADA DO PARAÍSO 26 –  SARGENTO BOENING

PR. LUIS HENRIQUE CARIUS (24) 99268-2075

COMUNIDADE RAMÁ LOTE XV

ESTRADA MANOEL DE SÁ, 137 – 3º ANDAR GALERIA XV

PR. FÁBIO PEREIRA (24) 98864 – 7362

COMUNIDADE RAMÁ RIO GRANDE DO SUL

RUA DOM BOSCO, 403 – CIDADE NOVA

RIO GRANDE – RS.  PR. NILSON DELEON (53) 9966 – 0552

COMUNIDADE RAMÁ ALVORADA -RS

RUA FERNÃO DE MAGALHÃES, 206 – FORMOSA

PR. TAYLOR (51) 8443-5363

COMUNIDADE RAMÁ PARQUE PAULISTA

RUA 19 C/ 34 – DUQUE DE CAXIAS

PR. FRANCISCO DJALMA (21) 3666-0172

COMUNIDADE RAMÁ VILA ISABEL

RUA SÃO FRANCISCO XAVIER, 637

PR. FRANCISCO COSTA (21) 99590 – 7287

COMUNIDADE RAMÁ PATY DO ALFERES

RUA 15 Nº 100 – ARCOZELO

PR. NILSON (24) 9 8831-9311

COMUNIDADE RAMÁ XERÉM

TRAVESSA MÁRIO BARBOSA Nº 24 CASA 06 – MANTIQUEIRA

PR. MARCOS PAULO  (21 ) 981547342

COMUNIDADE RAMÁ QUITANDA

RUA DA QUITANDA, 111 2º ANDAR

PR ÉRICO R BUSSINGER (21) 2621 – 4020 / 2622 – 7523.

COMUNIDADE RAMÁ PELOTAS -RS

RUA 13, 603 – GETÚLIO VARGAS

MOISÉS ALVES (53) 8405 – 4925

 

© 2017Jornal o Servo. Comunidade Ramá

  • Blogger Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon