MEDITAÇÃO
 
   

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O PERIGO DO ESQUECIMENTO

 

    Precisamos lembrar dos feitos do Senhor! Principalmente de onde Ele nos tirou. “Guarda-te, para que não esqueças o SENHOR, que te tirou da terra do Egito, (da escravidão do pecado) da casa da servidão”(Dt.6:12).  Só seremos gratos a Deus, se lembrarmos de que foi Ele quem nos libertou, quem nos salvou, quem nos santificou. A Palavra está constantemente nos alertando sobre isso. O dever de guardarmos a Palavra de Deus em nossos corações, para que não venhamos esquecer dos feitos do Senhor em nossas vidas. Por quê? “Os perversos serão lançados no inferno, e todas as nações que se esquecem de Deus”(Sl.9:17).  Porque se deixarmos o Senhor, esquecendo dos Seus feitos, estaremos retrocedendo, estaremos fazendo aliança com outros deuses. E assim dando lugar a cegueira. Muitos estão se perdendo, por não darem glória a Deus. Por negligenciarem a Palavra de Deus. “Mas, se o nosso evangelho ainda está encoberto, é para os que se perdem que está encoberto,  nos quais o deus deste século (Satanás) cegou o entendimento dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus” (2Co 4:3-4). Devemos tomar cuidado, irmãos! A negligência leva a cegueira. Não é à toa que as Escrituras nos exortam a olhar para Cristo. Porque só em Cristo estamos protegidos dos poderes das trevas. O esquecimento de Deus leva a cegueira. E a cegueira conduz à condenação. “Portanto, o caminho deles será como lugares escorregadios na escuridão; serão empurrados e cairão nele; porque trarei sobre eles calamidade, o ano mesmo em que os castigarei, diz o SENHOR” (Jr.23:12). Devemos refletir a respeito disso: tome cuidado com as distrações, com as coisas “boas” desse mundo. Elas cegam. Não são as coisas ruins que levarão muitos para o inferno, são as coisas “boas”, os prazeres, os entretenimentos religiosos... que levarão muitos para o inferno! Se não nos apegarmos a Cristo, nos tornaremos inimigos de Deus. Não existe meio termo. Deus sacrificou Seu próprio Filho para nos dar a oportunidade de salvação. Se negligenciamos isso, já não resta mais saída; senão o castigo eterno. “A mim me pertence a vingança, a retribuição, a seu tempo, quando resvalar o seu pé; porque o dia da sua calamidade está próximo, e o seu destino se apressa em chegar” (Dt:32:35).  Vamos tomar cuidado, meus irmãos! Não se permitam ser iludidos pela aparência desse mundo. Lembre-se: o inferno é tudo aquilo que o céu não é. Se você não renunciar tudo aqui nessa terra, e não desejar o céu ardentemente, não resta mais nada, a não ser o inferno! A nossa esperança é Cristo. Se Ele não é tudo para nós, também não será nada por nós! Que Cristo seja suficiente, meus irmãos!

 

 

Ir. Robert de Jesus Courty  Ramá – Sta. Cruz da Serra - RJ

12.png
240819-uTbUsOQtPDd4H.jpg