ENTREVISTA

 

O jornal O servo entrevista nesta edição,  a Miss. Iara Fula, da Assembleia de Deus Igreja do Avivamento – Boston (EUA).

 

O servo: A irmã é uma missionária brasileira em Burquina Faso (África). Como foi seu chamado missionário?

 

Miss. Iara: Meu chamado foi em uma conferência missionária; um grupo chamado Missão Horizonte ministrou sobre a janela 10-40.  Algo que me impactou foi quando o líder da missão no Níger (África) perguntou a um vendedor que estava vendendo Coca-Cola: você conhece Jesus? Ele respondeu: não, é mais uma marca de refrigerante? Então, chegando em casa fui orar, e falei para o Senhor:  Senhor, enviame a mim para estes povos que nunca ouviram falar do Teu nome!

 

O servo:  Como foi sua adaptação em Burquina Faso?

         

Miss. Iara: Os irmãos da Missão me ajudaram muito, mas mesmo assim foi muito difícil para me adaptar ao clima de Burquina. Eu sempre morei em Petrópolis; depois fui para o sul de Minas, estudar na Missão Horizonte (4 anos), lá é mais frio do que Petrópolis. Depois fui para a França, lá é mais frio que o sul de Minas. Então fui para Burquina, o normal aqui é de 35 a 45 graus. Só conseguia dormir com uma toalha  molhada sobre o meu corpo.

 

O servo: Quais são os trabalhos desenvolvidos por você e seu esposo no campo missionário?

 

Miss. Iara: Temos uma igreja na aldeia a 200km da capital; etnia fulani. Nessa igreja trabalhamos com alfabetização (80% das pessoas são analfabetas). Trabalhamos também com um time de futebol. Nome do time: Wend So (pertence a Deus).

 

O servo: Quais são as maiores dificuldades  para proclamar o Evangelho?

 

Miss. Iara: Estou aqui há 10 anos, no início havia bastante resistência por parte dos  burquinenses, mas de um tempo para cá   eles estão mais abertos para o Evangelho. Nossa maior dificuldade é financeira, que nos deixa limitados, pois os povos não alcançados de Burquina estão nos vilarejos, distantes da capital. Precisamos fazer discipulados, plantação de igrejas, formar obreiros... Mas nos faltam recursos; as almas estão pedindo socorro.

 

O servo: Em meio às adversidades vocês têm visto milagres da parte de Deus?

 

Miss. Iara: Deus tem feito grandes milagres em Burquina, em meio aos ataques terroristas constantes. O povo está mais sensível, nos pedem por favor para falarmos do Evangelho. Na igreja que construímos em um vilarejo muçulmano, eles ficam esperando abrir as portas para ouvir a Palavra de Deus.

 

O servo: Algum projeto para o futuro?

 

Miss. Iara: Sim, nosso projeto é abrir um orfanato; já ganhamos um terreno. Próximo passo: construir.

 

O servo: Deixe uma palavra para os irmãos. 

 

Miss. Iara: Todos nós temos um chamado, mas nem todos obedecem. O chamado te leva para o passado e o presente, mas a tua convicção te leva para o  futuro.  Não deixe o chamado morrer em você. Eu cheguei até a África não só porque tinha um chamado, mas porque tinha uma convicção da parte de Deus; eu tinha uma ordem, e obedeci. 

Deus os abençoe!

240819-uTbUsOQtPDd4H.jpg