O SERVO NA HISTÓRIA

Maomé-em-Mecva-630.jpg

     Você sabia que: no período de menos de cem anos os árabes promoveram grandes derrotas ao Império Romano do Oriente?   Há muito o Império Romano do Oriente já não gozava das glórias de sua época áurea, e durante parte do século VII ele iria enfrentar um de seus maiores desafios. Nesse período, a igreja de Roma não queria mais reconhecer a autoridade do Imperador do Oriente, e muitas ameaças de conflito aconteceram. Porém, um fato em especial aconteceu que acabou retirando Roma do foco do Imperador do Oriente; é o que a história chama de invasão árabe. Um personagem muito influente nesse período se chamou Maomé.  Ele era comerciante, e vivia na Arábia, e após supostas revelações atribuídas ao anjo Gabriel, ele se levanta como profeta do único “deus verdadeiro”, e isso em 610 D.C. Após vinte anos, Maomé e seus seguidores já tinham tomado Meca, que era um grande centro politeísta na época. Dois anos depois, com a morte de Maomé surge um novo líder (Califa) que deu continuidade a obra de conquista dos árabes. Em 635 os Árabes tomaram Damasco, na Síria, e em 638, Jerusalém. Após dois anos tomaram Cesaréia e Gaza. Em 639 os árabes invadiram o Egito, e conquistaram Alexandria, em 642. Já em 657 os árabes conquistaram a capital do Império Persa. Ao norte da África, vemos a tomada da importante Cartago pelos árabes, em 695. O Império Bizantino ficou resumido basicamente à área da Ásia Menor. Lá, eles conseguiram conter o avanço dos árabes, que com eles levavam sua nova religião, o Islã, e seu livro sagrado o Alcorão. Entretanto, não foi só o Império Oriental que sofreu derrotas, mas a igreja Oriental também sofreu, e iria sofrer mais ainda.  
 
                                                                         Irº.  Fábio Pereira – Ramá – Lt.XV – B. Roxo - RJ 

 

Fonte: Uma história do Cristianismo 3–Justo Gonzalez
 
Conhecendo o passado,

compreendemos o presente

e podemos vislumbrar o futuro!

240819-uTbUsOQtPDd4H.jpg