ENTREVISTA

 

   O jornal O servo entrevista nesta edição a Irª Marcela Souza, da Comunidade Ramá em Santa Cruz da Serra

 

 

 

 

 

 

 


 
 

 

 

 

 

 

O servo: Por que realizar uma maratona de oração?
Irª Marcela: O plano em realizar uma maratona de 12 horas de oração era o de envolver o maior número de irmãos orando juntos, pelos mesmos assuntos, e durante o maior tempo possível. As 12 horas de oração deram oportunidades para que todos orassem pelo tempo que desejassem.

 

O servo: Quais foram os temas separados para a maratona de oração?  Irª Marcela: Desenvolvemos um guia de oração onde abraçamos quatro temas: igreja, nação, família e missões. Cada tema foi dividido em duas partes: uma sessão com a confissão de pecados, e outra com as súplicas.  O servo: E como transcorreu as 12h horas de oração? 

Irª Marcela: Iniciamos a maratona de oração com a nossa própria confissão de pecados, e depois prosseguimos com orações de gratidão e canções de louvores a Deus. A seguir, fizemos a leitura do primeiro tema e depois nos separamos em grupos de três em três, para que todos pudessem orar e concordar com a oração uns dos outros. E assim foi até o final das 12 horas. 

 

O servo: Vocês então alcançaram o objetivo?

Irª Marcela: Nosso alvo era cumprir 1Tm.2:1, que diz: “Exorto, pois, antes de tudo que se façam súplicas, orações, intercessões e ações de graças por todos os homens”. E um “intensivão” de oração pôde
nos ajudar a ver como estamos enferrujados, e acredito que aqueceu o coração dos mais distantes do alvo, trazendo ânimo novo. Creio que demos o pontapé inicial.

MAR.jpeg
240819-uTbUsOQtPDd4H.jpg