Doenças de outono

 

 

 

Segundo especialistas, no outono há um aumento considerável de doenças respiratórias, inflamatórias e alérgicas, como: resfriado, gripe, laringite, asma, bronquite, pneumonia e bronquiolite.

A razão deste aumento de doenças está ligada, sobretudo, a fatores climáticos. Nesse período do ano no Brasil, a temperatura do ar diminui, há pouca umidade atmosférica e, consequentemente, maior nível de poluição no ar.

A combinação desses fatores climáticos com o fato das pessoas ficarem mais tempo em ambientes fechados também pode contribuir para a disseminação de algumas doenças transmitidas pelo ar. Por isso, é importante evitar lugares com aglomeração de pessoas.

Caso um indivíduo apresente sinais de febre, tosse persistente e presença de catarro amarelado por um período superior a três dias, deve procurar atendimento médico. A automedicação não é recomendada.

Fonte:alergoar.com.br/outono

 

“Não se esqueça que seu corpo

é o templo do Senhor,

cuide bem dele!”

240819-uTbUsOQtPDd4H.jpg