Nesta edição estaremos analisando as bem-aventuranças relacionadas em Mateus 5:3-12

 

 

 

 

 

 


 
    

 

 

 

 

    “Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus”. Os humildes de espírito, ou seja, os pobres de espírito, são aqueles que não são soberbos, mas dependentes. São os que se reconhecem necessitados, e se humilham para aprenderem e serem alimentados. “Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados”. Os que choram, são os que se arrependem de seus pecados, como também, dos pecados de seus irmãos. Choro de arrependimento, choro de dor pela maldade humana, choro pela injustiça, choro pelas almas perdidas que vão para o inferno eternamente. “Bem-aventurados os mansos, porque herdarão a terra”. Ser manso, não é ser fraco, é ter domínio sobre suas emoções.  Moisés era um homem violento, “brigão”, depois tornou-se o homem mais manso sobre a terra. “Era o varão Moisés mui manso, mais que todos os homens que havia sobre a terra” (Nm.12:3). Deus tem esse poder, tornar um homem irascível e violento, numa ovelha mansa e humilde. Ser manso é uma virtude de poucos. Estamos querendo sempre discutir, ter razão, vencer a discussão. Jesus era manso: "Quando ultrajado não revidava com ultraje, quando maltratado não fazia ameaças, mas entregava-se àquele que julga retamente” (1 Pe.2:23). “Bem-aventurados os que tem fome e sede de justiça, porque serão fartos”. Fome e sede de justiça. Não de vingança, mas de justiça. E a justiça vem somente de Deus.
 
    “Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia”. Misericórdia, está cada vez mais difícil. Somos ensinados (até na Igreja) a sermos egoístas, egocêntricos e não sentir a dor e a fraqueza do próximo. “Lembrai-vos dos encarcerados, como se presos com eles, dos que sofrem mais tratos, como se vós mesmos, fôsseis os maltratados” (Hb. 13:3). Quão longe estamos disso! Não julgue, não critique, não fale mal, ajude o necessitado, seja misericordioso para com todos. “Bem-aventurados os limpos de coração, porque verão a Deus”. Hoje há tanta sujeira no mundo. Tanta influência má que nos ataca a mente, e a nossos filhos, desde crianças. Deus nos dê um coração limpo. "Cria em mim, ó Deus, um coração puro"(Sl.51:10).

    “Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus”. Não espalhe fofocas. Não alimente discussão sua, ou com os outros, não coloque “lenha no fogo”; abafe as confusões. Ajude a pacificar o ambiente. “Bem-aventurados os perseguidos por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus”. Ser perseguido por causa da justiça, por causa do evangelho é um privilégio. Perseguiram os profetas, perseguiram Jesus, perseguiram os apóstolos. Quero ser perseguido! “Regozijai-vos exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus; pois assim perseguiram aos profetas que viveram antes de vós”. Ninguém, quando está sendo perseguido, deve murmurar ou se fazer de “coitadinho’; é um privilégio ser perseguido e sofrer por amor de Jesus. Não são atitudes fáceis, mas agradam a Deus, e têm suas recompensas.

 


 
Pr. Luís Henrique S. F. Carius Ramá – Petrópolis - RJ

Estudo-Sobre-os-Bem-Aventurados-Explicaç
240819-uTbUsOQtPDd4H.jpg